20 de set de 2010

IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2012

Universo - Você Acha o Sol Grande?   VEJA AQUI
 

Valorizar os idosos com aposentadoria digna de dois salarios minimos, não um salario. como
 e atualmente
VEJA AQUI =Valorizar os idosos
=======================================================================================================================

Aluga-SE kitinet , pra duas pessoas,situado à  PERTO DO EXTRA, FORTALEZA CE, contato Fone: 99751854 RIBEIRO VEJA FOTOS AQUI






 FIAT MOTORHOME



ATENÇÃO,PARA OUVIR A RADIO CLIQUE AQUI
radio
     


          Site  DA RADIO   Clique e Ouça  

 

IBOLOS BE DORCES TIA TEREZINHA DO CONJUNTO CEARÁ   





O GLOBO 

BBC 05/12/2014 18h34 - Atualizado em 05/12/2014 19h52

Um grupo de mais de 100 cientistas, astronautas e líderes empresariais pede às autoridades o desenvolvimento de um sistema de monitoramento e destruição de asteroides que coloquem em risco a vida no planeta Terra.
Reunidos em um evento no Museu de Ciência de Londres para lançar o Dia do Asteroide, a ser celebrado a partir de 2015, os cientistas alertaram para o "catastrófico" risco de um impacto.
"Há um milhão de asteroides no sistema solar que têm o potencial de atingir a Terra e destruir uma cidade inteira. Até agora, localizamos menos de 10 mil - somente 1% - deles. Mas temos tecnologia para mudar esta situação", declarou Martin Rees, professor emérito de Cosmologia e Astrofísica da Universidade de Cambridge.
Ao lado de nomes como o guitarrista da banda Queen, Brian May, também doutor em astrofísica, Rees listou as sugestões do grupo de cientistas:
- Empregar a tecnologia disponível para detectar e monitorar asteroides com traçado próximo à Terra e que representem ameaças à população através da ação de organizações filantrópicas e governos
- Acelerar em 100 vezes a descoberta e o monitoramento de asteroides que circulem próximos à Terra para um número de cerca de 100 mil (descobertas) por ano nos próximos dez anos.
- Adoção global do Dia do Asteroide, em 30 de junho, para aumentar a consciência sobre os danos que os corpos celestes poderiam provocar e sobre a necessidade de prevenção.
Embora diga que este tipo de fenômeno é improvável, o astrofísico afirma que a Terra está "na linha de tiro".
Já o guitarrista e astrofísico Brian May disse que, embora as chances sejam pequenas, "basta um asteroide" em um milhão com risco de acertar a Terra para que ocorra uma tragédia global.
"Um corpo de 200 metros de diâmetro que caia no oceano pode provocar tsunamis que poderiam devastar toda a costa Leste dos Estados Unidos e uma parte da Europa", agregou Martin Rees.
"A cada dez milhões de anos, um corpo de alguns quilômetros de diâmetro - um asteroide ou um cometa - vai acertar a Terra, causando uma catástrofe global equivalente a milhões de bombas atômicas", concluiu Rees.
A declaração com as sugestões foi assinada por cientistas, físicos, artistas, astronautas e homens de negócios de 30 países.

















===========================================================

======================================================================================================================





O mundo não vai acabar em 2017. Os maias previram datas além de 2017. Não entre em pânico



As profecias de fim de mundo têm sempre um atractivo especial. Bastante atractivas são também as histórias sobre conhecimentos ocultos detidos por civilizações antigas. Vem isto a propósito do documentário feito pelo History Channel sobre a Profecia Maia, e que já se encontra à venda para o público (assim como vários livros sobre o mesmo assunto). O documentário pareceu-me bastante interessante e apelativo.

* Estudante de doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas em Austin nos EUA

Basicamente a ideia é que os Maias, que tinham um calendário mais preciso, mais complexo e muito mais holístico que o nosso, previram vários acontecimentos que entretanto se passaram, como a chegada do homem branco - Hernan Cortez - a 8 de Novembro de 1519. Este calendário Maia prevê que algo de muito grave se passará no solestício de Inverno, 21 de Dezembro, de 2017. Tão grave será o acontecimento, que o mundo tal como o conhecemos desaparecerá. Isto não quer dizer que o mundo acabará, quer simplesmente dizer que um grande acontecimento transformará o mundo.

Ora, sabe-se actualmente que nesta data durante o solestício a Terra estará alinhada com o Sol e com o centro da nossa galáxia, Via Láctea. Sabe-se que no centro da Galáxia existe um buraco negro supermassivo. Baseados em Einstein e em alguma informação astronómica, há quem diga que o alinhamento com este buraco negro supermassivo levará a uma mudança do campo magnético terrestre, que acontece periodicamente. Isto levará a tsunamis, vulcões, terramotos, etc.

Outras Profecias

Curioso no documentário foi eles relacionarem com outras profecias. Por exemplo, o muito antigo I Ching é um livro Chinês sobre concepções do mundo e filosofias de vida, que contém algumas previsões se utilizarmos a teoria “Time Wave Zero”. Usando esta técnica vê-se que o livro Chinês prevê que o mundo irá acabar a 21 de Dezembro de 2017.

Ligaram também a Merlin, o mágico da corte do Rei Artur. Pelos vistos estes profetas medievais (existiam vários Merlin), previram Napoleão, Hitler, o nome da primeira colónia na América, etc. Previram também que neste século irá haver um ataque nuclear terrorista no Reino Unido que matará centenas de milhares de pessoas, que o aquecimento global será demasiado evidente e que... irá haver uma mudança do campo magnético terrestre que levará a um desastre global.

Outra pessoa mencionada foi Sibyl, uma profeta/oráculo em Roma - tal como a de Delphi na Grécia. Ela também previu correctamente vários acontecimentos, entre os quais o fim do mundo para mais ou menos a mesma data que os anteriores.

Discutiram também um projecto chamado de webbot que faz previsões a partir daquilo que vai aparecendo pela web. Supostamente previram os acontecimentos de 11 de Setembro em Junho de 2001. Este projecto prevê um acontecimento global para 2017.

Tudo isto dá que pensar que são muitas previsões coincidentes, sendo a Maia a mais relevante.

Análise Crítica

O documentário fala de outros “profetas”: "Mother Shipton", Bíblia, Nativos Americanos, e muitos outros.... em que todos eles prevêem o fim do mundo. Mas isto é normal. Toda a gente prevê más notícias - é este tipo de notícias que vende - o medo vende. Nenhum destes outros casos previu o final do mundo para 2017, mas o documentário tentou pôr tudo no mesmo saco, enganando os espectadores. Estranho é que não tenham referido a previsão feita pelos criadores da série Ficheiros Secretos que no episódio “A Verdade” apontaram para 22 de Dezembro de 2017 como o dia da invasão dos extraterrestres


IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017 ?




                                                       Alguns Cristãos estão se baseando no calendário Maia?

O fim do mundo será em 2017 ?

O que terminará é um dos ciclos do Calendário Maia, que supostamente terminará em 21 de dezembro de 2017. O fenômeno cultural de 2017 inclui mitos, lendas ou fatos para explicar o que pode acontecer em 2017. Na história da humanidade várias datas já foram estabelecidas para determinar o final dos tempos e, provavelmente, outras datas para o fim do mundo também serão estipuladas.

Quem foram os maias?

Há 3.000 anos a civilização maia começou a habitar a região que abrange o sul do México e América Central. Antes da chegada dos espanhóis os maias foram incorporados pelo Império Asteca. Mesmo com uma economia predominantemente agrícola os maias são considerados os detentores da mais sofisticada e bela arte do Novo Mundo antigo. Além de construírem edificações notáveis como palácios, pirâmides, templos e observatórios astronômicos, eles desenvolveram escrita hieroglífica, mapearam fases e cursos de diversos corpos celestes e criaram um calendário considerado um dos mais precisos de todos os tempos.

O que é o Calendário Maia?

O Calendário Maia é um sistema de calendários distintos. Os maias e outros povos vizinhos utilizavam um calendário de 260 dias para eventos religiosos e cerimoniais; um calendário solar de 365 dias; um calendário que combinava os dois primeiros e o calendário de longa contagem de aproximadamente 5.126 anos, que segundo alguns estudiosos termina em 21 de dezembro de 2017.

O Calendário Maia termina em 2017?

Não. O que termina para os maias é o atual ciclo que será finalizado no 13º b'ak'tun ou 21 de dezembro de 2017 - de acordo com alguns especialistas desta cultura. Não existe um consenso se este será o dia do fim do atual ciclo, já que é necessário determinar as datas exatas do calendário maia para o calendário gregoriano. Alguns pesquisadores até sugerem que o ciclo do calendário já terminou alguns anos atrás.
O fim do ciclo maia será o fim da humanidade?

A maioria dos cientistas e especialistas da civilização maia discorda desta interpretação apocalíptica. Eles argumentam que a data corresponde apenas à restauração do calendário, como se fosse uma virada de milênio. O calendário de longa contagem não termina em 21 de dezembro de 2017 ou em outras datas estipuladas por outros estudiosos do tema, já que existem inscrições de previsões até para o ano de 4.772, por exemplo.

O profeta Jesus diz em Mateus 24:36  " Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai ."

Muitos charlatões " religiosos" ou não religiosos aproveitam dos boatos e polêmicas que está ocorrendo por vários meios de comunicação em filmes e falsas profecias, se aproveitam da situação para atrair públicos ou membros para suas instituições ou igrejas, atraindo audiência para o seu canal de televisão e radios, criando pânico e medo nas pessoas.

Vocês se recordam do ano 2000 ? que ocorreu um boato que o mundo se acabaria ? todo mundo entrou em pânico? a profecia de Nostradamus afirmava que esse fato ocorreria? pois é aqui estamos nós! ou morremos e não sabemos rs

Uns conselhos a vocês caros leitores que estão preocupados com essa historia. Fique tranqüilo o mundo não vai se acabar assim como o homem fantasia e da forma como espera, terá o juízo final isso vai acontecer sem prévio aviso vai ser na hora que ninguém vai imaginar e nem prevê , busquem a Deus e adore somente a Ele como a única divindade na sua vida sigam as orientações dos profetas como mensageiros de Deus e ame-os e preparem a vida de vocês fortifiquem-se  em obediência em amor  e com certeza morreram tranqüilos e serão recompensados e viveram eternamente no paraíso
        IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017


       MARCOS BRAGA  2009
Algo devastador vai ocorrer em 2017. Parecem indicar algum evento
ligado a descarga de plasma que poderá atingir nosso Planeta por volta de 2017.
Isso poderia sugerir uma explosão de raios gama ou algum evento ligado a tormentas
solares que poderá nos atingir por volta de 2017 ,como já falamos antes que será por volta de 2017
 que o mega vulcão de Yellowstone entrará em erupção e destruirá metade dos EUA,
 além de afetar drasticamente o clima de todo o Planeta.
Também que a Costa Leste dos EUA será atingida por um grande tsunami
ocasionado por uma explosão vulcânica próximo às Ilhas Canárias.
Este evento atingirá também a costa norte e nordeste brasileira.
Que nos próximos anos o temível "Terremoto do Tokai" no Japão,
 um mega terremoto mortal em Los Angeles, o chamado "Big One".
 Segundo alguns cientistas,este evento inevitável se aproxima.




IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017

IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017
IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017
IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017

IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017
 IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017


 IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017



Cientistas alertam para asteroides e dizem que Terra está na 'linha de tiro'

illustration sequence depicting the collision of the Milky Way (right) and Andromeda galaxies De acordo com uma nova simulação, uma colisão cósmica como a que ocorreu entre as galáxias espirais NGC 2207 e IC 2163 ocorrerá entre a Via Láctea e Andrômeda, enquanto o Sol ainda existir
 IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017

 

 IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017

 IMPACTO DE METEORO ACABA COM CIDADES LITORÂNEA ONDAS DE 800 METROS 21 DE DEZENBRO DE 2017






 Cientistas criticam proposta de "2017" e indicam cenários de fim do mundo

DENNIS OVERBYE
 do New York Times
A Nasa (agência espacial norte-americana) criticou a Sony em outubro por sugerir, em sua campanha publicitária para o filme "2017", que o mundo acabaria em 2017.

No ano passado, o Cern (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), também assegurou que o mundo não acabaria tão cedo --portanto, acho que tudo isso é uma boa notícia para quem fica nervoso facilmente. Com que frequência vemos duas instituições científicas top de linha como essas nos garantindo que está tudo bem?


Divulgação




Cientistas refutam proposta do filme "2017" e indicam outros cenários de fim do mundo; pesquisador aponta desesperados

Por outro lado, é meio triste, se você estava ansioso por tirar umas férias das prestações do imóvel para financiar uma última festança.

As declarações do Cern tiveram a intenção de aliviar temores de que um buraco negro sairia de seu novo Grande Colisor de Hádrons (LHC) e engoliria a Terra.

O pronunciamento da Nasa, na forma de vários posts em sites e um vídeo postado no YouTube, foi uma resposta a temores de que o mundo fosse acabar no dia 21 de dezembro de 2017, quando um ciclo de 5.125 anos conhecido como Grande Contagem no calendário maia teoricamente chegaria a um fim.

Filme
O burburinho em torno do fim dos dias atingiu o auge com o lançamento do filme "2017", dirigido por Roland Emmerich, que já trouxe desgraças fictícias para a Terra anteriormente, com alienígenas e geleiras, em "Independence Day" e "O Dia Depois de Amanhã".

No filme, o alinhamento entre o Sol e o centro da galáxia, no dia 21 de dezembro de 2017, faz com que o astro fique ensandecido e lance na superfície da Terra inúmeras partículas subatômicas ambíguas conhecidas como neutrinos.

De alguma forma, os neutrinos se transformam em outras partículas e aquecem o centro da Terra. A crosta terrestre perde suas amarras e começa a se enfraquecer e deslizar por aí.

Los Angeles cai no oceano; Yellowstone explode, causando uma chuva de cinzas no continente. Ondas gigantes varrem o Himalaia, onde governos do planeta tinham construído em segredo uma frota de arcas, nas quais 400 mil pessoas selecionadas poderiam se abrigar das águas.

Porém, essa é apenas uma versão do apocalipse. Em outras variações, um planeta chamado Nibiru colide com o nosso ou o campo magnético da Terra enlouquece.

Existem centenas de livros dedicados a 2017, e milhões de sites, dependendo de que combinação de "2017" e "fim do mundo" você digite no Google.

"Tolices"
Segundo astrônomos, tudo isso é besteira.
"Grande parte do que se alega que irá ocorrer em 2017 está baseada em desejos, grandes tolices pseudocientíficas, ignorância de astronomia e um alto nível de paranoia", afirmou Ed Krupp, diretor do Griffith Observatory, em Los Angeles, e especialista em astronomia antiga, em um artigo publicado na edição de novembro da revista "Sky & Telescope".

Pessoalmente, adoro histórias sobre o fim do mundo desde que comecei a consumir ficção científica, quando era uma criança. Fazer o público se borrar nas calças é o grande lance, desde que Orson Welles transmitiu a "Guerra dos Mundos", uma notícia falsa sobre uma invasão de marcianos em Nova Jersey, em 1938.

No entanto, essa tendência tem ido longe demais, disse David Morrison, astrônomo do Ames Research Center da NASA, em Moffett Field, Califórnia. Ele é autor do vídeo no YouTube refutando a catástrofe e um dos principais pontos de contato da agência sobre a questão das profecias maias prevendo o fim dos dias.

"Fico com raiva de ver como as pessoas estão sendo manipuladas e aterrorizadas para alguém ganhar dinheiro", disse Morrison. "Não há direito ético que permita assustar crianças para ganhar dinheiro".

Desesperados
Morrison afirmou receber cerca de 20 cartas e mensagens de e-mail por dia de pessoas até da Índia, assustadas até o último fio de cabelo. Em uma mensagem de e-mail, ele anexou exemplos que incluíam uma mulher perguntando se deveria se suicidar, matar sua filha e seu bebê ainda no útero. Outra mensagem veio de uma pessoa questionando se deveria sacrificar seu cachorro, a fim de evitar o sofrimento de 2017.

Tudo isso me fez lembrar os tipos de cartas que recebi no ano passado sobre o suposto buraco negro do Cern. Isso também era mais ficção científica do que fato científico, mas aparentemente não há nada melhor que a morte para nos aproximar de domínios abstratos como física e astronomia. Nessas situações, quando a Terra ou o Universo não estão nem aí para você e seus entes queridos, o cósmico realmente se torna algo pessoal.

Morrison disse não culpar o filme por todo o burburinho, não tanto quanto os vários outros divulgadores das previsões maias e a aparente incapacidade de algumas pessoas (e isso se reflete em vários aspectos da nossa vida nacional) de distinguir a realidade da ficção. Porém, ele disse, "meu doutorado foi em astronomia, não em psicologia".

Em mensagens de e-mail, Krupp disse: "Sempre estamos incertos em relação ao futuro, e sempre consumimos representações dele. Somos seduzidos pelo romantismo do passado longínquo e pela escala exótica do cosmo. Quando tudo isso se junta, ficamos hipnotizados".

O porta-voz da Nasa, Dwayne Brown, afirmou que a agência não faz comentários sobre filmes, deixando essa tarefa para os críticos de cinema. No entanto, quando se trata de ciência, disse Brown, "achamos que seria prudente oferecer um recurso".

Aquecimento global
Se você quer ter algo para se preocupar, afirma a maioria dos cientistas, deve refletir sobre as mudanças climáticas globais, asteróides ou guerra nuclear. Porém, se a especulação sobre as antigas profecias mexem com você, aqui estão algumas coisas, segundo Morrison e outros, que você deve saber.

Para começar, os astrônomos concordam que não há nada especial em relação ao alinhamento do Sol e do centro galáctico. Isso ocorre todo mês de dezembro, sem nenhuma consequência física além do consumo exagerado de panetones. De qualquer forma, o Sol e o centro galáctico não vão exatamente coincidir, nem mesmo em 2017.

Se houvesse outro planeta lá fora vindo em nossa direção, todo mundo já teria percebido. Quanto às violentas tempestades solares, o próximo auge do ciclo das manchas solares só ocorrerá em 2013, e será no nível mais suave, afirmam astrônomos.

O apocalipse geológico é uma aposta melhor. Já houve grandes terremotos na Califórnia, e provavelmente haverá outros. Esses tremores poderiam destruir Los Angeles, como mostrou o filme, e Yellowstone poderia entrar em erupção novamente com uma força cataclísmica, mais cedo ou mais tarde.

Nós e nossas obras somos, de fato, apenas passageiros frágeis e temporários na Terra. Porém, neste caso, "mais cedo ou mais tarde" significa centenas de milhões de anos --e haveria bastante aviso quando chegasse a hora.

Os maias, que eram astrônomos e cronometristas bons o suficiente para prever a posição de Vênus 500 anos no futuro, merecem coisa melhor.

O tempo maia era cíclico; especialistas como Krupp e Anthony Aveni, astrônomo e antropólogo da Colgate University, afirmam não haver evidências de que os maias achassem que algo especial ocorreria quando o marcador da Grande Contagem atingisse 2017. Existem referências em inscrições maias a datas antes e depois da atual Grande Contagem, afirmam os especialistas.

Sendo assim, continue pagando suas prestações normalmente











AQUI SÓ RADIOAMADORES










Biografia de Cloves Ribeiro

CLOVES RIBEIRO, RADIALISTA, NASCIDO EM FORTALEZA EM OUTUBRO DE 1948
MORAVA NO BAIRRO DAMAS ATE 1977, DEPOIS INDO MORAR NO CONJUNTO CEARA.

COMEÇOU EM 1968 NOS 1000 EM ONDA MEDIA AM MONTADO UM TRASMISOR VALVULADO DE 10W
PIONEIRO EM RADIO PX E RADIOAMADOR,
FEZ PROGRAMAS NAS RADIOS,
 CEARECE FM, ANTENA 1 FM, TREVO FM,  CEARA FM,   FM POLO,  FM JOÃO 23,  FM RELOGIO WEB, REDEWEBRADIO.

PROGRAMA RETALHOS DO PASSADO NA REDEWEBRADIO,
um programa que é uma Colcha de Retalhos... *todos domingos, homenagem aos artistas do passado
RADIO SO SAUDADE
O PRIMEIRO A FALA EM RADIO NO CONJUNTO CEARÁ,
CLOVES  RIBEIRO foi o maior comunicador de rádio do conjunto ceara  tem.
 capacidade criativa jamais vista em um ser humano.
 Foi diretor  das Rádio trevo fm, antena 1, redewebradio,
na década de 2004 e depois criou a Rádio trevo fm do conjunto ceara em 2006,
 também teve um programa JOVEM GUARDA DE 9 AS 11HORAS  SO SAUDADE.,
RADIO PX7B0374 E RADIOAMADOR PY7CSO EM 1973 PERDEU O PREFIXOR RECUPERO EM 2011 PU7MEX ,

 Rádio PX, também chamado de Faixa do Cidadão, surgiu em 1949No Brasil, a faixa do cidadão foi regulamentada em 1962, porém só com o advento dos transistores os aparelhos ficaram menores e portáteis. Antes disso, requeriam o uso de válvulas.

MSN cloveslocutor@hotmail.com


Frases de Cloves Ribeiro

É pra acabar ".

Quando o cérebro está certo, a lingua não erra".

O homem mais forte é o homem mais amado".

O trabalho que executa hoje será a base para um destino feliz de amanhã".

Infeliz daquele que pensa que limpa, o jardim da sua casa jogando sujeira no jardim do vizinho


Existem pessoas com as quais é impossível estabelecer laços de amizade.
Quanto mais a gente convive com elas mais distantes elas ficam

Uma forma de fazer com que as pessoas gostem de você,
é gostar delas. Outra, é fazer com que elas gostem mais delas próprias.

É mentira que nada se cria e tudo se copia.
A verdade é que só existe gente que copia porque existe gente que cria.


Sabe o que é uma coisa que quanto mais você economiza,
 menos você tem e quanto mais você gasta mais sobra? e o AMOR

Daqui a alguns anos quando esta geração jovem for geração antiga,
muito dos seus integrantes vão implorar por respeito,
fraternidade e amor... coisas que estão negando agora


Adianta muito pouco a gente querer conquistar liberdades,
se depois a gente não sabe o que fazer com elas".
Se você não quer ser noticiado, não deixe acontecer".